BLOG _ ROB

CONSTRUINDO A AUTOESTIMA

Como posso sentir valioso

A autoestima começa a se desenvolver desde o momento que nos conectamos com nosso «Eu». O eu se refere ao grau de consciência que temos sobre nós mesmos, nossa autoestima, e como o ambiente influencia nosso crescimento emocional, os pais são os primeiros a influenciar as crianças nessa imagem idealizadora, sobre a idade de seis crianças começam a desenvolver sua autoestima, esse conceito de saber quem é, as famílias mais conflituosas o que ela faz é incentivar a baixa autoestima nas crianças, pais que deixam seus filhos com os avós e se vão à festa, deixados sozinhos em casa abandonados ou que ouvem palavras negativas como:

  • Estúpido
  • Mentiroso
  • loco
  • No sabe fazer nada

As palavras negativas na infância têm um impacto emocional que desconstrói a personalidade da criança, elas podem parecer inofensivas quando, na verdade, o inconsciente acumula essa informação como se fosse verdade.

Como a autoestima é construída

Para construir uma boa autoestima o primo que temos que fazer é aprender a desfazer a imagem negativa que tivemos de nós mesmos em todas as nossas vidas, essa imagem pessoal em que muitas vezes nos faz sentir, falhou, desiludido. Essa baixa autoestima faz você acreditar que você não é capaz de fazer nada, gera medo e faz você se sentir como uma pessoa fracassada.

Sintomas de baixa autoestima

  • Insegurança pessoal
  • Autocrítica constante
  • Culpa excessiva
  • Medo exagerado do fracasso
  • indecisão

Há muitas pequenas coisas que podem nos ajudar a desconstruir as aparências enganosas que percebemos.

O eu autônomo»

Aprender a ser uma pessoa emocionalmente autônoma vai ajudá-lo a ter boa autoestima, não confundir autoestima com narcisismo, começar a trabalhar com cada conceito que te limita, usar a técnica do espelho, trabalhar certas partes de si mesmo pode ser difícil no início, mas valerá a pena.

O verdadeiro sucesso não vem do reconhecimento dos outros, mas do autoconceito que você tem de si mesmo.

Será que precisamos do reconhecimento de outras pessoas? Tudo bem quando alguém nos elogia, o problema é quando há essa confusão de ego e essência, essa distorção de quem eu realmente sou e para ser quem sou eu preciso da aprovação dos outros.

Pessoas que precisam de aprovação obsessiva e continuamente, significa serem pessoas inseguras, o auto-reconhecimento é vital para uma boa autonomia emocional.

Para ter essa autonomia precisamos:

  • Dependência madura
  • Iniciativa própria
  • Senso de humor diante dos próprios erros
  • Aceitar suas limitações

Temos que eliminar

  1. Rótulos
  2. Comparações
  3. Crenças limitantes
  4. O que os outros pensam de nós.
  5. Auto-culpa obsessiva
  6. Relações tóxicas
  7. A idealização de acreditar que todos são iguais.
  8. O Medo da Mudança

@todos direitos reservados: Robson Marins, escritor, blogueiro, pensador, estudante de educação social, amante da literatura.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.